Como o BPO pode trazer segurança para as empresas se adequarem ao e-social

O e-social é a escrituração digital da folha de pagamento que serve para controle e análise do governo, ele consolida todos encargos, rotinas e tributos de forma digital. A partir do segundo semestre de 2018, todas as empresas devem estar preparadas para declarar 15 obrigações por meio dele. Nesse contexto, o BPO pode trazer a segurança necessária para que elas se adaptem à novidade.

Essa é uma prática que auxilia as organizações a fazerem a gestão de suas tarefas secundárias, mas que ainda assim são importantes para o negócio. Isso permite se adequar ao que o governo pede e, ao mesmo tempo, garantir a produtividade da sua equipe e a redução de custos com essa mudança.

BPO é uma sigla proveniente da língua inglesa que significa Business Process Outsourcing, ou terceirização de processos de negócios. Trata-se de uma prática que ocorre por meio do uso intenso de Tecnologia da Informação (TI), delegando para empresas parceiras as tarefas classificadas como secundárias e burocráticas para sua companhia.

Em qualquer ramo empresarial há determinadas tarefas que são classificadas assim, entretanto, são essenciais para o funcionamento do negócio. Como o mercado está cada vez mais competitivo, exigente e seletivo, as empresas precisam conseguir parceiros que se responsabilizem pelas atividades secundárias.

O Business Process Outsourcing é uma realidade em organizações de todo o mundo, pois é cada vez maior a necessidade das empresas de aumentarem a produtividade e reduzirem os custos, obtendo mais lucratividade por meio do direcionamento de suas ações para o foco dos próprios negócios.

Surge aí uma pergunta inevitável: como fazer isso se esses processos são essenciais para o funcionamento da organização? A solução é terceirizá-los com empresas especializadas, possibilitando que sua companhia foque no Core Business.

A relação entre BPO e eSocial

Nosso país enfrenta constantes mudanças na área contábil, fiscal e tributária. Elas afetam a maneira como as empresas elaboram e enviam documentos, demonstrações e obrigações acessórias para o Governo Federal. Nesse contexto, destacamos o eSocial — programa criado para modernizar essas ações.

O maior objetivo do eSocial é a consolidação do envio de informações por pessoas físicas e jurídicas que têm funcionários. Ele pode ser definido como uma folha de pagamento digital, uma prática que passa a ser necessária para o departamento de Recursos Humanos. Por ele, deverão ser enviados os seguintes arquivos:

  • CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados);
  • CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho);
  • CD (Comunicação de Dispensa);
  • CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social);
  • DCTF (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais);
  • DIRF (Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte);
  • Folha de pagamento;
  • GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social)
  • GPS (Guia da Previdência Social);
  • GRF (Guia de Recolhimento do FGTS);
  • LRE (Livro de Registro de Empregados);
  • MANAD (Manual Normativo de Arquivos Digitais);
  • PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário);
  • QHT (Quadro de Horário de Trabalho);
  • RAIS (Relação Anual de Informações Sociais).

A implantação do eSocial requer mais atenção, tempo e dedicação do RH. Nesse contexto, a prática de BPO possibilita uma análise profunda dos processos, classificando-os com a ajuda das melhores soluções tecnológicas. Assim, é possível ter atualizações constantes tanto em hardware quanto software por meio de especialistas em TI, é muito importante contar com colaboradores atualizados e treinados no RH para atender às novas exigências

Isso significa que sua empresa deixa de ter a necessidade de investir constantemente para se adaptar às mudanças que o governo propõe, pois a BPO cobre estes aspectos. A contratação dela para o negócio garante o envio correto e atualizado das obrigações, a observação dos custos e o aumento da produtividade da equipe.

Prepare sua empresa

O eSocial entrou em vigor no dia 8 de janeiro de 2018 e é válido para as empresas que faturaram, em 2016, mais de R$ 78 milhões. A partir de 01 de julho de 2018, ele será válido para todas as outras — exceto as micro e pequenas empresas, que usarão um módulo específico desse software.

A adequação ao eSocial é necessária para atender às novas exigências e evitar multas ou contratações bloqueadas. Fale com uma consultoria de TI para verificar se o seu sistema de gestão consegue processar as mudanças requeridas, como a automatização de processos.

Para viabilizar a implantação do eSocial na sua empresa, todas as obrigações que o Governo precisa receber devem estar centralizadas em um único sistema — que precisa ser capaz, entre outras coisas, de mostrar as informações aprovadas e rejeitadas, além de informar o motivo para que facilite a rápida correção.

Os sistemas de informação que são implementados por meio do BPO garantem a segurança necessária para que sua empresa se adeque ao eSocial e consiga cumprir as obrigações que o Governo Federal impõe.

E a sua companhia? Já está preparada para essa mudança?

A implantação do eSocial requer mais atenção, tempo e dedicação do RH. Assim, a prática de BPO possibilita uma ótima análise dos processos e classifica-os com a ajuda das melhores soluções tecnológicas! #eSocial #BPO #RH #2easy

Deixe o seu comentário