Veja como o convênio médico empresarial funciona

Compartilhar

O convênio médico empresarial é um dos benefícios mais desejados pelos colaboradores de qualquer empresa. A saúde é muito importante e estar saudável permite que as pessoas encarem os obstáculos do dia a dia — inclusive no trabalho.

Por esse motivo, empresas que desejam ser bem-vistas por seus profissionais investem em planos de saúde empresariais. Elas não tratam esse benefício como luxo ou gasto supérfluo, pois entendem que essa é uma maneira de oferecer mais qualidade de vida aos colaboradores.

Essas empresas estão certas.

Uma pesquisa da Catho, um dos maiores sites de classificados de empregos do Brasil, revelou que a assistência médica é considerada por 74% dos profissionais entrevistados como o benefício mais importante.

Continue a leitura e veja como o convênio médico empresarial funciona. Aproveite para analisar se sua empresa pode investir nele.

Como funciona o convênio médico empresarial?

O Sistema Único de Saúde (SUS) é um dos maiores e mais complexos sistemas de saúde pública do mundo, mas infelizmente não consegue atender todas as demandas da população brasileira. Exames e consultas possuem longas filas de espera e algumas duram meses.

Uma vez que a saúde não pode esperar, afinal, pessoas merecem um atendimento médico de qualidade, criou-se a rede médica privada. A partir dela, surgiram planos de saúde para a população.

O fato é que os planos de saúde individuais, aqueles em que os contratos são firmados com a pessoa física, acabam sendo inacessíveis à maioria da população. Eles exigem um custo elevado demais para a realidade brasileira.

Para quem trabalha, existe o convênio médico empresarial. Trata-se de outra alternativa que está atrelada a uma empresa, organização ou instituição. É como comprar algo no atacado: sai mais barato.

Isso permite que as empresas estendam os benefícios da assistência médica à dependentes e outros indivíduos, desde colaboradores temporários à aposentados, no caso de planos coletivos por adesão, também conhecido como contrato por adesão. No entanto, muitas regras são estabelecidas por cada companhia.

O fato é que o convênio médico empresarial é um benefício que deve ser mantido enquanto houver a relação empresa-colaborador. Em caso de rescisão de contrato, a assistência médica pode ser interrompida. Atente-se a isso.

Lei 9.656/98 prevê que o indivíduo mantenha o plano de saúde após seu desligamento. Mas é necessário que ele assuma a totalidade dos custos — o que pode equivaler a um plano individual. Para entender melhor sobre essa questão, você pode ler nosso artigo sobre plano de saúde empresarial.

O que é considerado na cotação de valores?

médico atendendo paciente
Um bom convênio médico empresarial garante maior rendimento dos seus colaboradores.

Os valores dos convênios médicos empresariais não são tabelados. Por esse motivo, não existe uma tabela com todos os preços disponíveis.

Essa falta de precisão se deve à variação dos valores por conta dos vários parâmetros considerados para o orçamento. Alguns deles são:

  • Tipo de cobertura;
  • Abrangência geográfica;
  • Acomodação hospitalar (enfermaria ou quarto);
  • Idade do beneficiário;
  • Coparticipação;
  • Hospitais conveniados.

O fato é que, no momento de solicitar a cotação, o representante do plano de saúde necessitará desses e de outros dados. Por isso, é fundamental fazer esse processo de pesquisa e escolher com bastante calma e capacidade analítica.

Preços mais baixos nem sempre significam economia para sua empresa. O que aconteceria se em uma emergência, o colaborador tivesse que se deslocar da sua empresa ou de casa ao hospital e levasse muito tempo por causa da distância?

Muitos aspectos devem ser considerados e é necessário um alinhamento de necessidades e possibilidades entre sua equipe de RH e os colaboradores. Por isso, converse com sua equipe.

Cuidados ao contratar um  convênio médico empresarial

O convênio médico empresarial deve ser feito por um corretor de seguros autorizado pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP). Ele é o responsável por analisar e avaliar o pedido e as necessidades de sua empresa, buscando a opção mais adequada que se encaixe como melhor custo-benefício.

A seguir, os pontos necessários:

Observe o contrato

Peça ao representante do plano de saúde uma cópia do contrato para uma análise detalhada. Leia-o com a devida atenção. Verifique a cobertura e o que o plano oferece. Chame a equipe  para discutir as possibilidades.

Foque com cautela em pontos como as faixas etárias, e etc.

A sinistralidade é um fator de reajuste que considera desequilíbrio técnico e financeiro gerado pelas despesas e receitas de cada contrato. Quanto maior o uso, maior é a sinistralidade cobrada. Um sistema de gestão pode ser utilizado para acompanhar essa taxa.

Escolha um convênio médico empresarial abrangente

Dois pontos devem ser considerados neste tópico. O primeiro refere-se à rede de hospitais, clínicas para exames e ambulatórios. A localização deles é importantíssima, pois deve evitar longos deslocamentos.

O segundo ponto refere-se aos benefícios, que devem promover a igualdade de gêneros. Por mais que homens e mulheres tenham necessidades diferentes, é necessário que o convênio médico empresarial atenda às demandas de homens e mulheres.

A Agência Nacional de Saúde, órgão que regulamenta o setor no país, apresenta em seu site uma lista com a cobertura mínima obrigatória para cada modalidade de plano. Entre eles, estão: ambulatorial, hospitalar (com ou sem obstetrícia) e referência.

Conheça a reputação da operadora da assistência médica

No início deste artigo, dissemos que as empresas que desejam ser bem-vistas por seus profissionais investem em planos de saúde empresariais. Essa é uma estratégia de branding muito eficaz. No entanto, a operadora do plano precisa colaborar.

Pesquise referências de pessoas que já utilizaram ou estão usando os serviços da operadora desejada. Garanta que sua escolha em relação ao convênio médico empresarial seja a mais correta e que os benefícios realmente sejam alcançados.

Uma das opções é a coparticipação, na qual o colaborador paga, além da modalidade do plano, uma parte da despesa pelo atendimento prestado. Além disso, uma das principais vantagens dos planos de coparticipação é vista na redução de custos que o colaborador passa a ter no plano de saúde.

A definição do tipo de plano de saúde, como coparticipação, o controle da sinistralidade e outros aspectos auxiliam na manutenção desse benefício para os colaboradores de sua empresa — considerado importante por 80% dos profissionais entrevistados pela pesquisa Mapa de Benefícios e Expectativas do Profissional Técnico e de Suporte à Gestão que foi realizada pela Page Personnel.

Para reduzir os custos com o controle da sinistralidade nos planos de saúde, nós temos um artigo dedicado ao assunto. Leia e saiba como alcançar essa redução.

botão fale conosco

Na hora de contratar o melhor convênio médico empresarial, fale com a 2easy corretora. Nosso portfólio é completo e auxilia sua empresa a reter talentos, sempre oferecendo as melhores opções de benefícios. Você também pode ter acesso a uma solução de gestão de risco on-line que mensura e administra a utilização do plano de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

banner-sidebar-solucao-para-rh-2-easy