Veja os principais tipos de estrutura organizacional

Post-its na Parede.

A estrutura organizacional é a maneira como cada empresa é dividida e hierarquizada.

Trata-se da definição de como serão geridas suas atividades e a comunicação entre os departamentos, sempre com foco em alcançar os objetivos estratégicos.

No entanto, esse conceito não é restrito a um modelo e abrange diversos tipos de estrutura organizacional. Isso se deve às diferentes necessidades de cada companhia, afinal, existem particularidades que precisam ser respeitadas ― e que geram demandas distintas.

Conheça os tipos de estrutura organizacional e saiba como escolher o melhor para a sua corporação!

Fatores que moldam a estrutura organizacional

Conforme havíamos introduzido neste artigo, os diferentes tipos de estrutura organizacional se formam porque as são maneiras de se gerir o negócio que definem a forma como ele se organizará.

Além disso, devemos considerar aspectos como:

  • Tamanho da Empresa.
  • Ramo de atividade.
  • Cultura organizacional.
  • Objetivos.

Quando se define uma boa estrutura organizacional, é garantido o sucesso da administração. Tornam-se claras as funções dos indivíduos e processos, bem como a maneira de se relacionar.

Pessoas em Reunião realizando anotações.
Dos tipos de estruturas organizacionais a linear é a mais simples de se implementar.

Destacamos ainda que a estrutura organizacional bem definida evita problemas na comunicação corporativa ― tão importante para o sucesso do todo ―, propiciando eficiência e agilidade na execução das tarefas.

Tipos de estrutura organizacional

Esses são os principais tipos de estrutura organizacional:

Linear

Estrutura organizacional mais antiga e simples que se tem conhecimento. É muito comum em empresas de pequeno porte, principalmente as que estão começando no mercado.

Inspirado no modo como os exércitos se organizam, a estrutura organizacional linear possui uma hierarquia bem clara e definida. Nela, a comunicação é vertical e as decisões são centralizadas.

Vantagem:

Mais fácil de ser implementada.

Desvantagem:

Estimula a burocratização dos processos.

Funcional

O foco desse modelo de estrutura organizacional é a especialização das funções

Isso significa que cada departamento contribui com o seu conhecimento especializado para fazer a organização funcionar como um sistema.

A comunicação, neste caso, é horizontal. Nenhum gestor tem controle total sobre os seus colaboradores, pois cada um tem a autonomia para responder às demais chefias.

Vantagem:

Descentraliza as decisões e facilita o trabalho em equipe.

Desvantagem:

O excesso de chefias pode causar confusão entre os colaboradores.

Linha-Staff

Combina os tipos de estrutura organizacional linear e funcional. Visualmente é mais parecido com o funcionamento da estrutura linear, contudo, se diferencia pela existência de comissões especializadas de consulta.

Essas comissões são multidisciplinares e podem fazer recomendações técnicas e especializadas aos colaboradores ― sempre com autorização do gestor. Sendo assim, mantém uma decisão centralizada.

Vantagem:

Ideal para grandes empresas.

Desvantagem:

Alto custo de manutenção, por causa do seu tamanho e escopo.

Matricial

Possui uma forma de hierarquia que segue os projetos da organização. As equipes são compostas por indivíduos de diversos departamentos ― que não deixam de ser comandados pelos gestores de cada área.

Por mais um funcionário do departamento de Recursos Humanos esteja à frente de um treinamento na área financeira, ele não deixará de responder ao próprio líder. Entretanto, também se reportará ao gestor financeiro.

Vantagem:

Estímulo à colaboração entre os funcionários.

Desvantagem:

Pouca produtividade quando há falta de sintonia entre os líderes.

Como escolher a estrutura organizacional ideal para a sua empresa

Agora que você conhece os tipos de estrutura organizacional, sabe que a escolha do modelo ideal dependerá de fatores como o porte da companhia, o ideal de trabalho, a região atendida e até o serviço ou produto oferecido.

Alvo de lançamento de dardos com dardo amarelo.
É importante considerar o dia-a-dia da companhia ao definir qual estrutura organizacional implementar.

Tenha em mente que até a missão, a visão e os valores da empresa devem atender à estrutura organizacional. Quando há divergência entre eles, o colaborador é o primeiro a sentir e a ficar desmotivado.

Sabendo que a estrutura organizacional impacta no nível de complexidade do negócio, considere os seguintes fatores ao escolher a sua:

Objetivos e necessidades da companhia

A estrutura organizacional escolhida não pode atrapalhar o dia a dia da companhia, principalmente os fluxos e processos. O ritmo de trabalho e a dinâmica que funciona devem vir em primeiro lugar.

Revela-se, portanto, a necessidade de ver de modo claro os objetivos do negócio. Se o produto ou serviço exige uma comunicação horizontal, por exemplo, o foco da estrutura não pode ser na hierarquia.

Se o negócio não é centralizado e possui colaboradores espalhados por diversas regiões ou trabalhando em home office, talvez os modelos matricial ou funcional estejam entre as melhores opções.

Sendo assim, faça uma avaliação sincera do tipo de empresa onde está trabalhando, bem como o perfil dos colaboradores. O que eles esperam da empresa? E o que a organização deseja deles?

Crie o seu tipo de estrutura organizacional

Não se prenda aos modelos citados neste artigo. Se precisar, adapte-os para criar o seu! Escolha o que que faz sentido para o seu negócio.

O fundamental que é a estrutura organizacional da sua companhia facilite os processos e a impulsione para conquistar os resultados desejados.

Fale conosco!

Conheça 2easy e nossas soluções, torne o seu RH mais estratégico.

Deixe o seu comentário