Gestão de vale-transporte, alimentação e refeição: conheça os benefícios

Gestão de vale-transporte nas empresas

Um programa de benefícios bem desenvolvido e gerenciado pode fazer toda a diferença tanto na atração quanto na retenção dos talentos da sua empresa. Para que eles possam usufruir tranquilamente das vantagens, seu setor de RH deve implementar processos de gestão de vale-transporte e de alimentação e  refeição.

Quer entender como você pode tornar essa gestão inteligente e melhorar ainda mais a motivação dos seus colaboradores? Hoje você vai conhecer os motivos para automatizar seu processo de gestão de benefícios. Também vamos apresentar as vantagens de contratar um serviço de gestão de vale-transporte e de vale-alimentação/refeição. Confira!

Por que optar pela gestão de benefícios inteligente?

Como sempre falamos aqui no blog, a importância de um programa de benefícios está diretamente ligada ao engajamento do seu público interno. Ao se sentirem valorizados, os colaboradores espontaneamente desenvolvem uma relação com a sua empresa. Essa sensação de pertencimento é capaz de diminuir os índices de rotatividade e absenteísmo.

Mais do que a oferta propriamente dita, você também precisa garantir que todos os colaboradores recebam e usufruam dessas vantagens sem preocupação. Um colaborador que utiliza o transporte público, por exemplo, precisa ter a segurança de que seu benefício será devidamente atualizado a cada ciclo — o que tende a ser uma dor de cabeça.

Além do vale-transporte, que é obrigatório, a maioria das empresas costumam oferecer alimentação/refeição, assistência médica, bolsa de estudos etc. Mesmo em pequenas organizações, gerenciar manualmente a distribuição desses benefícios pode demandar esforço, tempo e dinheiro, já que o risco de haver erros é maior.

Para garantir a segurança dos seus colaboradores e evitar dores de cabeça na sua equipe de RH, é recomendável aplicar ferramentas tecnológicas que tornem sua gestão inteligente. Na prática, a ideia é fornecer cartões de benefícios. Em seguida, veja as vantagens de automatizar o processo de gestão de vale-transporte e de alimentação/refeição.

Quais as vantagens da gestão de vale-transporte?

Gestão de vale-transporte, alimentação e refeição
Com a gestão de vale-transporte você garante a regularidade do benefício e economiza. Imagem: Jornal do Tocantins.

Como já mencionamos, a obrigatoriedade do vale-transporte exige uma responsabilidade ainda maior por parte das empresas. Isso porque os colaboradores querem ter seu benefício  minimamente garantido. Por outro lado, eles também precisam entender que a antecipação dessa despesa é exclusiva para o deslocamento residência-trabalho-residência.

Essa premissa é regulamentada pelo Decreto nº 95.247/1987 com o objetivo de impedir fraudes como venda, troca, empréstimo e uso do vale-transporte por terceiros. Por outro lado, casos de má-fé são comuns entre empresas que fornecem o benefício manualmente, seja no formato de bilhetes de transporte individuais ou mesmo de dinheiro.

O fato é que a Lei nº 11.311/2006 proíbe a concessão do vale-transporte em dinheiro, já que ele não apresenta natureza salarial nem constitui remuneração para base de cálculo de INSS, FGTS e IR. As únicas exceções são situações pontuais em que a quantidade é insuficiente para atender à demanda do colaborador ou que ele precise de ressarcimento.

Com a automatização da gestão de vale-transporte, além de evitar punições, você garante a regularidade do benefício e economiza. Isso porque o cartão permite rastrear tanto o uso quanto os créditos depositados. Caso o colaborador não tenha usado todo o vale-transporte em determinado mês, no mês subsequente você pode creditar apenas a diferença.

Quais as vantagens da gestão de vale-alimentação/refeição?

Apesar de não ser obrigatória, a concessão de vale-alimentação e/ou refeição beneficia sua própria empresa. Sem a preocupação com o almoço, por exemplo, a motivação e produtividade do seu colaborador são maiores. Logo, esse benefício é bastante indicado para organizações que não oferecem cozinhas ou restaurantes internos.

O primeiro passo para otimizar a gestão de vale-alimentação/refeição, já que é tão importante quanto a gestão de vale-transporte, é se cadastrar no Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT). Instituído em 1976 pela Lei nº 6.321 e regulamentado em 1991 pelo Decreto nº 5, o programa incentiva que as empresas invistam em alimentação de qualidade dos seus colaboradores, melhorando sua qualidade de vida.

Para o negócio, as vantagens são inúmeras. A começar pelo valor do benefício depositado no cartão de vale-alimentação/refeição, que é isento de encargos sociais. Além disso, são concedidos incentivos fiscais no imposto de renda. Se a sua empresa tem tributação em lucro real, por exemplo, é possível abater até 4% da alíquota de 15%.

Assim, você pode economizar recursos que podem ser investidos em outras áreas da organização. Outra vantagem é a opção de dividir as despesas com o PAT com o trabalhador em um sistema de coparticipação. Porém, o programa estabelece um limite máximo de 20% do custo total do benefício concedido aos colaboradores.

Para aproveitar essas vantagens e automatizar o seu processo de gestão de vale-transporte e de vale-alimentação/refeição, você precisa contar com um parceiro de confiança. Observe se a empresa tem parceria com fornecedores de forte atuação no mercado e analise se as tarifas cabem no seu orçamento.

Gestão de vale-transporte

Quer saber como melhorar seu programa de benefícios? Conheça o serviço de consultoria e gestão da 2Easy!

Deixe o seu comentário