Ferramentas de BI: transforme dados em tomada de decisão

Ferramentas de BI

A área de recursos humanos dispõe de uma grande quantidade de dados. Do ponto de vista estratégico do negócio, isso pode fazer a diferença nas contratações, prever desligamentos e medir o desempenho da equipe. Por isso, é importante que o RH da sua companhia tenha boas ferramentas de BI (Business Intelligence).

Elas ajudam na conscientização das organizações, para que tomem decisões baseadas em dados reais, em vez de achismos e especulações. Por isso, ganham cada vez mais relevância no cenário corporativo.

Continue a leitura e aprenda a transformar, com a ajuda das ferramentas de BI, dados em tomadas de decisões.

A importância de coletar e interpretar dados

Quase sempre, as empresas coletam, interpretam e transformam dados em insights para desenvolver produtos, otimizar os gastos, aperfeiçoar processos e melhorar aspectos, como a contratação e a retenção de talentos. Esse é um uso inteligente e que promove a sustentabilidade do negócio.

Além disso, a organização que lida diretamente com seus dados consegue obter vantagem competitiva em relação às demais do mesmo segmento. Ela se torna mais produtiva e rentável do que as concorrentes. No campo dos recursos humanos, são muitas as ferramentas de BI que ajudam nos processos da área.

Não faz muito tempo que as empresas confiavam apenas na própria intuição e no bom senso na hora de contratar colaboradores. No entanto, atualmente, esse se tornou um processo de extrema importância para o futuro da organização. Com isso, recrutadores utilizam ferramentas de BI para tornar o processo mais certeiro.

O custo de uma contratação errada é altíssimo para a empresa, pois ele envolve treinamentos, capacitações, adequações e em último caso, a demissão do profissional. Sendo assim, é essencial dispor, operacionalizar e organizar os dados para facilitar as decisões no dia a dia — de modo rápido e eficiente.

A aplicação das ferramentas de BI no RH

O processo de coleta, organização, análise, compartilhamento e monitoramento de dados é parecido com o realizado por uma mente humana. Com a aplicação das ferramentas de BI nas organizações, os dados se transformam em algo precioso para a gestão de pessoas.

Por meio das ferramentas de BI, é possível descobrir padrões, identificar tendências e até revelar comportamentos. Essa tecnologia pode ser inserida em todos os setores da companhia e para aplicar na área de recursos humanos, você vai precisar de um software de People Analytics.

O sistema faz a análise de pessoas e de dados. Contudo, seu foco é na geração de valor a partir do capital humano de uma empresa. Por isso, ele pode ser aplicado no recrutamento, na retenção de talentos e desempenho da equipe que já tem uma rotina estabelecida. Confira os detalhes:

A vantagem dos dados na gestão de pessoas

Um dos principais pontos-chave de qualquer gestão de RH é o recrutamento. Como a alta rotatividade é prejudicial para as empresas, a área deve se esforçar para manter baixo o índice de turnover. Logo, é preciso diminuir a margem de erro durante o processo de contratação.

Sendo assim, as ferramentas de BI permitem identificar os padrões de comportamento que são benéficos para as companhias. Desse modo, é estabelecido o perfil do colaborador tido como ideal — tornando a busca mais objetiva a partir da demanda identificada.

Isso também otimiza o processo de candidatura, pois especifica para os candidatos quais são as qualidades, competências e demais características que a empresa está buscando no mercado. Lembre-se que é necessário porque ficou para trás a época em que as contratações eram baseadas apenas nas qualificações técnicas.

No que tange a retenção de talentos, as ferramentas de BI ajudam a descobrir a razão do alto índice de rotatividade. Por meio delas, é possível entender o que motiva os funcionários a pedir demissão. A partir desse conhecimento, a empresa consegue pensar em ações para mudar o cenário desfavorável.

Os dados coletados pelo RH podem ser analisados pelas ferramentas de Business Intelligence, que geram relatórios com frequência. Assim, o gestor da área pode realizar análises para entender as dificuldades identificadas e que impedem a retenção de talentos.

Por fim, no que diz respeito ao desempenho da equipe ou de um colaborador específico, as ferramentas de BI fazem uma relação entre eles e os lucros da empresa, apontando o quanto está sendo produzido e seu custo real. Essa é uma maneira mais estratégica de lidar com o capital humano.

Os relatórios de Business Intelligence oferecem também o conhecimento necessário para incentivar os colaboradores que estão desmotivados, bem como identificar aqueles que têm potencial para crescimento dentro da organização. Ou seja, trata-se de um suporte indispensável para a área de recursos humanos.

Sendo o RH uma área estratégica e de grande importância para as organizações, é fundamental que as ferramentas de BI sejam consideradas no dia a dia dos profissionais envolvidos com o capital humano. Desse modo, haverá espaço apenas para decisões conscientes, inteligentes e úteis para a companhia.

Compartilhe este artigo em suas redes sociais e grupos de discussão para deixar seus amigos por dentro do tema!

Deixe o seu comentário