Você sabe qual a real importância do organograma para uma empresa?

planejamento do organograma

A importância do organograma para uma empresa envolve o conhecimento em torno dos papéis desempenhados pelos stakeholders. Sem essa ferramenta, dificilmente será possível compreender como uma organização está estruturada.

Do ponto de vista estratégico, essa é uma informação essencial. Ao visualizar como cada colaborador ou setor se encaixam em sua empresa, isso possibilita uma melhor organização com foco em produtividade e colaboração.

Continue a leitura e descubra a importância do organograma para sua empresa.

O que é um organograma?

O organograma representa de forma gráfica a organização administrativa de um setor ou da empresa inteira. Nele, constam os diferentes cargos e a relação hierárquica entre eles.

O ponto de partida do organograma está nas posições hierarquicamente mais elevadas da empresa. Ele se desdobra de forma sucessiva até àquelas mais básicas e operacionais.

Podemos definir o organograma como o esqueleto da companhia, uma vez que ele define papéis e departamentos, mostrando como tudo se encaixa. Isso é essencial para o sucesso e a estratégia de qualquer empresa.

Qual a importância do organograma para uma empresa?

Há quem ainda enxergue as empresas como máquinas. No entanto, essa é uma visão limitadora, pois a máquina por ser um sistema fechado, não sofre influência do meio externo. O recomendado seria relacionar a companhia a um organismo vivo.

Diferentemente de máquinas, as empresas são ambientes abertos que sofrem e influenciam o meio onde estão. Elas são compostas por divisões vivas, mais especificamente pessoas, que relacionam responsabilidades e setores.

É como o corpo humano. Imagine se cada parte do corpo decidisse agir por conta própria, sem o cérebro no comando. Seria o caos. Por isso, nas organizações, o organograma ajuda a guiar as divisões.

O organograma permite fazer com que as pessoas entendam sua estrutura e, de maneira direta, incentiva o trabalho em equipe. Quando os colaboradores conhecem suas responsabilidades e limites, eles desempenham seus papéis de maneira mais confiante.

Vem daí a importância do organograma, pois ele é visto como parte da estratégia organizacional.

Quais os diferentes tipos de organograma?

Organograma vertical

Esse é o modelo mais comum. Ele mostra a hierarquia de cima para baixo, colocando a diretoria no mais alto nível. Além disso, o organograma vertical segue a linha hierárquica de forma mais rígida e, quanto mais autonomia e responsabilidade tiver um cargo, mais próximo do topo será sua localização.

homem fazem um organograma
A importância do organograma pode mudar de acordo com a empresa, mas ele é essencial para qualquer estratégia organizacional.

Organograma circular ou radial

A hierarquia é apresentada de forma mais suave, com os cargos colocados lado a lado. Nesse tipo, a gerência e a diretoria ficam mais ao centro do círculo e, a partir delas, espalham-se os demais cargos interligados.

Mais utilizado por empresas modernas, o organograma circular ou radial não se preocupa tanto em mostrar a estrutura hierárquica. Ele segue mais a ideia de apresentar o modo como colaboradores e departamentos podem colaborar entre si.

Organograma funcional

Muito parecido com o organograma vertical, mas tem uma pequena diferença. Seu foco não é o de representar as relações de trabalho de forma hierárquica e sim, as funcionais dentro da organização. Por isso, é visto como o mais racional de todos os modelos.

Organograma matricial

Possui estrutura semelhante ao organograma vertical. Contudo, ele é aplicado na representação daquelas empresas em que não há uma definição clara de suas unidades funcionais, apenas dos grupos de trabalho — que podem ser temporários.

Trata-se do modelo ideal para empresas de consultoria, engenharia e outras que possuem maior flexibilidade e são direcionadas para projetos.

Organograma linear de responsabilidade

Representa a relação entre cargos e suas respectivas tarefas. Por causa da variedade de rotinas dentro de uma empresa, a estrutura do organograma linear de responsabilidade pode ser mais complexa.

Apesar de ser mais trabalhoso de montar, depois de pronto, permite analisar de maneira mais objetiva a estrutura da empresa.

Esse modelo de organograma combina muito com empresas que têm estrutura rígida e formal, na qual cada colaborador se limita a cumprir a própria responsabilidade — sem tanta margem para criatividade e inovação.

Organograma de barras ou retângulos

Modelo pouco utilizado, pois não permite a visualização das relações existentes entre os órgãos e mostra apenas o nível hierárquico. Nele, quanto mais importante e estratégico é um cargo, maior será sua barra ou retângulo.

Que benefícios eles oferecem?

A importância do organograma revela mais que uma simples relação hierárquica entre colaboradores. Por meio dele, é possível auxiliar a gestão de pessoas e estruturar cargos e a realocação de cada profissional.

Outro benefício do organograma, é o auxílio que ele oferece para evitar a sobrecarga dos colaboradores durante a execução de suas tarefas, pois delimita as responsabilidades de cada um. Além de melhorar a comunicação e o engajamento entre todos da empresa.

Sendo assim, fica mais fácil para a organização estabelecer salários condizentes com a realidade de cada cargo e estruturar um plano de carreira com foco em atração e retenção de talentos.

botão fale conosco

Já pensou em aliviar sua equipe de RH das atividades burocráticas da folha de pagamento   e focar no desenvolvimento de talentos? Conheça nossas soluções e garanta que sua equipe desenvolva um trabalho ainda melhor!

Deixe o seu comentário